Saiba quela é a diferença entre o chopp e a cerveja | Bar Zero Grau
Bar Zero Grau

Bar Zero Grau

Qual a diferença entre o Chopp e a Cerveja?

A Diferença entre Chopp e Cerveja

Quem bebe sente e sabe as diferenças entre a cerveja e o chopp, desde o sabor até o aroma, mas saiba que as diferenças entre as duas bebidas vão muito além dessas duas características.

Grande parte disso se deve ao emprego errado da palavra chopp que usamos no Brasil.

Assim, a título de curiosidade, vamos te apresentar na teoria quais as reais diferenças entre essas duas bebidas tão consumidas pelos brasileiros.

Entenda a raiz do problema

Essa confusão acontece, pois, a palavra chopp deriva do alemão “schoppen”, que tem como origem o termo francês chopine, que, na verdade, é como um padrão de medida para o copo, mas que está em desuso desde o século XIX.

O emprego errado da palavra alemã, provavelmente começou no Brasil no final do século XIX, com a chegada de imigrantes alemães em nosso território.

Assim, os habitantes humildes do Brasil desta época, provavelmente interpretavam como cerveja aquilo que os alemães pediam quando estendiam seus copos pedindo “ein schoppen!”, quando, na verdade, desejavam apenas meio copo de cerveja.

Com isso, ficou-se entendido que a cerveja que sai dos barris alemães era o “schoppen” ou, simplificando, chopp.

A palavra “chopp” existe apenas no Brasil e continua sendo usada errada, já que aqui acredita-se que toda cerveja que sai de um barril tem de ser chamada de chopp.

As diferenças entre o chopp e a cerveja

Agora que você já conhece a raiz da confusão que criamos ao tentar diferenciar o chopp da cerveja, separamos abaixo as principais diferenças que ambas as bebidas possuem.

Processo de pasteurização

Ambas as bebidas possuem os mesmos ingredientes e passam pelos mesmos métodos de produção, que variam apenas de marca para outra. A diferença é que, a cerveja passa pelo processo de pasteurização, enquanto o Chopp, não.

A pasteurização é um processo bastante utilizado para prolongar a validade das cervejas, e torná-la mais fácil de comercializar.

Este processo de pasteurização é o mesmo feito com o leite e outros tipos de alimentos, que se consiste em aquecer a bebida a uma temperatura de 70º C, e em seguida, resfriá-la, eliminando assim microrganismos.

Aqui entramos no surgimento das controvérsias, já que, atualmente, algumas cervejarias também pasteurizam o Chopp para aumentar o prazo de validade, descaracterizando assim essa principal diferença entre as duas bebidas.

Porém, um bom entendedor cervejeiro sabe, se pasteurizado, não é mais chopp!

Diferenças no sabor

Querendo ou não a pasteurização influencia no sabor na bebida, mesmo que de leve, e o processo de filtração pode retirar algumas substâncias que contribuem para o encorpamento da cerveja.

Por isso que a cerveja, quando comparada ao chopp, possui uma certa diferença no sabor, além de o chopp ser mais cremoso no paladar, proporcionando assim uma apreciação mais suavizada.

O tempo de validade é diferente

Como explicamos acima, por ser pasteurizada, a cerveja possui um prazo de validade maior do que o chope.

Para comparação, cerveja possui uma validade média de 8 meses, em embalagem origem e mantida em temperatura ambiente, e depois de aberta deve ser consumida imediatamente. Já o chopp possui validade de 45 dias, refrigerado e após aberto deve ser armazenado e refrigerado corretamente, podendo ser consumido em até 5 dias.

As diferenças no envasamento

Quanto às diferenças no envasamento, o chopp normalmente é armazenado em barris, já a cerveja é envasada em garrafas de vidro ou em latas de alumínio.

As diferenças no “colarinho”

Quanto ao “colarinho”, a espuma que se forma no copo, ambos devem ser servidos com pelo menos um pouco, no mínimo um dedinho. O ideal é nunca abrir mão dele na cerveja, e é mais importante ainda para o Chopp.

Essa espuma é importante pois, ela afeta a qualidade da bebida, e também desacelera o processo de oxidação, preservando assim as características da bebida.

Assim, um chopp servido sem espuma oxidará mais rapidamente, ficando amargo em apenas alguns minutos.

A importância do barril para o chopp

O processo de extração do chopp do barril, quando feito de forma correta e cuidadosa, consegue formar uma espuma bem fina e duradoura, proporcionando uma sensação muito agradável e cremosa.

Por isso que uma boa parcela da população consumidora destas bebidas considera o chopp mais leve, podendo ser justificado pelo frescor, levesa e cremosidade.

Já a cerveja, por ser engarrafada ou enlatada, não consegue criar a espuma tão consistente quanto a do chopp, proporcionando a sensação de que a cerveja possui menos cremosidade em relação ao chopp, mas os especialistas no assunto explicam que o processo de pasteurização pode minimizar o aroma e o sabor da bebida, pois, o calor acelera a oxidação.

E você, gosta de chopp ou cerveja?

Seja qual for a sua preferência, venha apreciar uma boa bebida no bar Zero Grau!

compartilhe esse post